Páginas

domingo, 29 de junho de 2008

Dornier DO-24

Fabricante: Dornier
Primeiro vôo: 3 de julho de 1937Entrada em serviço
Missão: Busca e Salvamento (SAR), correio e Patrulha Marítima
Tripulação: 6 tripulantes
Dimensões:
Comprimento: 21,95 m
Envergadura: 27 m
Altura: 5,75 m
Área (asas): 100 m²

Peso bruto máximo: 14.000 (terra) e 12.000 (água) kg
Propulsão

Motores: Bramo 323R-2
Velocidade máxima: 300 km/h (Mach: )
Alcance: 2900 km
Teto máximo: 5900 m

Armamento: Metralhadoras MG15 de 7,9 mm no nariz e nas torretas e um canhão de 20mm x MK101

O "Dornier Do 24" é um hidroavião trimotor desenvolvido pela companhia alemã Dornier para a marinha holandesa. Baseado no design básico do Do 18, um bimotor desenvolvido para a Luftwaffe, era ainda maior e foi utilizado como aeronave de busca e salvamento (SAR) e patrulha marítima. O primeiro protótipo voou pela primeira vez em 3 de julho de 1937.

Os aparelhos participaram da Segunda Guerra Mundial no front do pacífico contra os japoneses, primeiramente pela Holanda, depois integrados as forças australianas. Os aparelhos que estavam na Europa foram incorporados pela Luftwaffe após a queda da Holanda. Continuou a ser fabricado em versões posteriores pela Dornier e usado pela Alemanha no decorrer da guerra.

Após a guerra, foram transferidos e operados pela França até 1955 e pela Espanha até 1971. No início da década de 80, a Dornier obteve um dos aviões espanhóis e desenvolveu a versão modernizada Do-24TT com trem de pouso triciclo retrátil para pouso em terra, novos motores PT6A-45B e uma nova asa. Apesar do excelente desempenho da aeronave, nenhuma empresa se interessou em adquiri-lo.

Este exemplar único foi comprado por Iren Dornier, neto de Claudius Dornier, fundador da Dornier, e colocada em condições de vôo. Seus sistemas foram atualizados e esta foi redesignada como Do-24ATT.

Esta aeronave percorre o mundo, participando de eventos aeronáuticos e sendo exibida a toda humanidade. Em março de 2006, ela visitou o Rio de Janeiro, realizando pousos e decolagens na Baía de Guanabara e ficando em exibição no Museu Aeroespacial (MUSAL). A aeronave foi capa da Revista Asas e do site Air Online, importantes publicações de história e cultura aeronáutica do Brasil.

[fonte: wikipedia]



A Italeri possui o kit na 1:72, externamente é um excelente kit. internamente ele peca muito na cabine e nas torretas. Para solucionar, estou colocando um pequeno walkaround do Do-24. A Revell, esta vendendo ele também. Não sei dizer se é a mesma forma Italeri, se alguem tiver esta informação seria muito grato em seu comentário.

Italeri ref122

Revell ref:04362


















































5 comentários:

  1. This blog could be more exciting if you can create another topic that everyone can relate on.

    ResponderExcluir
  2. Opa!
    Valeu pelo comentário!
    Se quiserem algo em especial é só pedir.

    Estamos aí para oferecer material de pesquisa.

    ResponderExcluir