Páginas

terça-feira, 29 de julho de 2008

Dicas para resolver problemas em pinturas feitas usando tinta automotiva

As dicas abaixo foram enviadas por Fernando Saraceno no forum Small-dreams. O texto original esta citado no final.


Bolhas

Identificação
Algumas partes da pintura se enchem formando bolhas.
Causas
exposição do veículo pintado ao calor (estufa ou painel) logo após a aplicação;
tempo excessivo de exposição ao calor (estufa ou painel);
distância incorreta entre a superfície e painéis de secagem;
espessura de camada muito grossa;
em sistemas úmido/úmido, tempo de secagem insuficiente entre os produtos;
suor ou oleosidades das mãos;
existência de umidade na superfície a ser pintada;
presença de água na mangueira ou no compressor.
Solução
Decapar (raspar) as partes afetadas. Preparar a superfície e repintar corretamente.



Branqueamento

Identificação
A pintura fica esbranquiçada e sem brilho, devido à umidade absorvida e condensada na superfície pintada.
Causas
pintura de lacas em dias muito frios e muito úmidos;
uso de Thinner de evaporação muito rápida;
falta de isolamento térmico na área de pintura;
falta de aquecimento na cabine de pintura.
Solução
Adicionar em torno de 5% de retardador na tinta já diluida, aguardar a secagem completa e polir.
Nos casos mais críticos lixar a superfície e repintar somente com tinta de acabamento, sem necessidade de aplicar novamente o Primer.



Casca de laranja

Identificação
A pintura fica com aparência granulada. Semelhante a casca da laranja
Causas
temperatura ambiente muito quente;
alta viscosidade da tinta (tinta muito grossa);
tipo de pistola inadequada ;
falta de ajuste de pressão de ar;
vazão da tinta muito aberta;
velocidade de aplicação muito lenta;
pequena distância entre a pistola de pulverização e a superfície a ser pintada;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado para a temperatura (alta) aplicação da tinta sobre superfície lixada inadequadamente.
Solução
Em casos simples, depois da tinta seca, lixar e polir. E em casos graves, lixar até obter a superfície lisa e repintar.


Cratera (Olho de Peixe)

Identificação
A ausência de tinta em pontos onde existam impurezas provoca o surgimento de crateras com aparência de olho de peixe.
Causas
limpeza inadequada da superfície a ser pintada;
presença de graxa, óleos, ceras, silicone procedentes de produtos de polimento;
uso roupas e panos de limpeza inadequado;
óleo e contaminantes na linha de ar;
área de pintura com ventilação de resíduos e poluição;
contaminação do ambiente por óleos e resíduos de escapamentos.
Solução
Aguardar a secagem completa, lixar as crateras até que elas desapareçam, preparar novamente a superfície, fazer uma boa limpeza e repintar corretamente.
No caso de grande parte da peça estar com crateras, aconselhamos decapar (raspar) toda a peça.



Diferença de Tonalidade

Identificação
Ao comparar a pintura original com a repintura que está sendo feita, pode ocorrer uma diferença de tonalidade.
Causas
maus tratos com a pintura;
irradiação de raios UV;
lavagem do veículo com shampoo ou sabão muito forte;
exposição do veículo durante muito tempo à intempérie;
NA REPINTURA:
falta de ajuste de pressão de ar;
vazão da tinta muito aberta ou muito fechada;
distância entre a pistola de pulverização e a superfície a ser pintada;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado;
uso da tinta muito fina ou muito grossa;
número inadequado de demãos aplicadas:
mais demãos (+ escura), menos demãos (+ clara).
Solução
Caso a cor ainda precise de ajustes, o acerto de tonalidade pode ser feito com o acréscimo de pigmentos da tinta.


Escorrimento

Identificação
A tinta forma acúmulos em forma de um cordão (macarrão).
Causas
tipo de pistola inadequada;
falta de ajuste de pressão de ar;
vazão da tinta muito aberta;
velocidade de aplicação muito lenta;
pequena distância entre a pistola de pulverização e a superfície a ser pintada;
excesso de tinta com alta viscosidade (muito grossa);
excesso de tinta com baixa viscosidade (muito fina);
espessura de camada muito grossa;
temperatura ambiente muito baixa;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado para a temperatura (baixa);
intervalo muito curto entre demãos;
má condução da pistola durante a aplicação.
Solução
Aguardar a secagem completa, lixar as partes afetadas, preparar a superfície e repintar corretamente.


Falta de aderência

Identificação
A tinta se destaca da superfície pintada, em forma de placas.
Causas
preparação defeituosa da superfície;
mesclas de produtos de marcas diferentes;
eleição incorreta do sistema de pintura;
massas e primers inadequados;
presença de graxa, óleos, ceras, silicone, restos de conservação da pintura, resíduos de lixamento;
limpeza inadequada da superfície a ser pintada;
lixamento insuficiente ou inexistente;
material de preparação ou base poliéster aplicados muito seco (empoeirado) uso de thinner/solvente não recomendados para a linha;
não cumprimento dos tempos de secagem;
em caso de Vernizes, aplicação sobre a base ressecada.
Solução
Remover as camadas soltas, lixar e repintar novamente.


Fervura

Identificação
A pintura fica com aparência áspera, rústica e porosa.
Causas
tempo excessivo de exposição da pintura ao calor;
aplicação da tinta sobre a peça aquecida;
aplicação de tinta com viscosidade alta;
temperatura ambiente muito elevada;
espessura de camada muito grossa;
excesso de catalisador em primer e acabamentos;
eleição do tipo de catalisador e thinner incorretos para a temperatura;
distância incorreta entre a superfície pintada e painéis de secagem;
exposição do veículo pintado ao calor (painel/estufa) imediatamente após a aplicação da tinta;
em sistemas úmido/úmido, tempo de secagem insuficiente entre os produtos;
Solução
Lixar ou decapar (raspar) as partes afetadas. Preparar a superfície e repintar corretamente.


Manchamento de cores metálicas

Identificação
O manchamento da pintura pode ser identificado visualmente, em função da concentração de alumínio em pequenas áreas.
Causas
tipo de pistola inadequada;
falta de ajuste de pressão de ar;
vazão da tinta muito aberta ou muito fechada;
distância entre a pistola de pulverização e a superfície a ser pintada;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado para a temperatura;
má condução da pistola durante a aplicação;
tinta aplicada muito carregada ou muito empoeirada;
tempo de intervalo entre demãos muito curto.
Solução
Aguardar a secagem completa, lixar a superfície e repintar somente com tinta de acabamento, sem necessidade de aplicar novamente o Primer.


Marcas de lixa

Identificação
São ranhuras visíveis sobre a superfície pintada.
Causas
lixamento feito com lixa de grana muito grossa;
tempo de secagem inadequado;
número insuficiente de demãos primer, não cobrindo marcas existentes;
número insuficiente de demãos de tinta.
Solução
Aguardar a secagem completa, lixar com lixa de grana mais fina e repintar.


Pintura queimada/Calcinação

Identificação
A pintura fica fosca, sem brilho e com aparência ressecada.
Causas
maus tratos com a pintura;
irradiação de raios UV;
lavagem do veículo com shampoo ou sabão muito forte;
exposição do veículo durante muito tempo à intempérie;
Influência do clima (Dióxido de enxofre / Óxido de Nitrogênio) em combinação com a umidade
já um fator pode ser considerado como uma agressão interna, que é o uso de thinner não recomendado.
Solução
Polir ,ou nos casos mais críticos, preparar e pintar novamente.


Rachadura (Trincamento)

Identificação
A pintura apresenta riscos ou cortes profundos.
Causas
pintura realizada com materiais de baixa qualidade;
incompatibilidade de sistemas;
aplicação da tinta sobre primer inadequado;
excesso de camadas de primer ou massa;
secagem insuficiente das camadas anteriores;
repintura feita sobre base velha, já trincada;
oscilações extremas de temperaturas.
Solução
Decapar (raspar) as partes afetadas. Preparar a superfície e repintar corretamente.


Sangramento

Identificação
Difusão de um contaminante desde o fundo penetrando em todo o sistema de pintura.
Ao sangrar se produzem manchas amareladas ou avermelhadas na pintura.
Causas
excesso de catalisador à base de peróxido de benzoíla, nas mesclas de massa poliéster;
aplicação de tinta feita sobre uma pintura antiga que contém pigmentos solúveis;
pintura sobre vestígios de derivados de petróleo e contaminantes;
limpeza inadequada da superfície a ser pintada.
Solução
Lixar as áreas afetadas até tirar toda a camada contaminada. Em casos extremos, decapar as partes afetadas. Preparar a superfície e repintar corretamente.


Enrugamento

Identificação
A superfície apresenta ondulações e rugas na pintura.
Causas
incompatibilidade de sistemas;
aplicação da tinta sobre primer inadequado;
excesso de camadas de primer ou massa;
secagem insuficiente das camadas anteriores;
viscosidade da tinta muito alta;
repintura sobre esmalte sintético com secagem insuficiente.
Solução
Decapar (raspar) as partes afetadas. Preparar a superfície e repintar corretamente.

Mapeamento

Identificação
São marcas e desenhos que se forma na pintura depois da secagem superficial da tinta, onde percebemos diferenças em brilho e aspecto.
Causas
mesclas de produtos de marcas diferentes;
quantidade insuficiente de catalisador na camada de massa;
quantidade insuficiente de catalisador na camada de primer;
secagem insuficiente das camadas anteriores;
excesso de camada de primer ou massa;
trabalho feito sobre áreas que apresentam o mesmo problema na pintura antiga;
falta ou inexistência de camada de primer para isolamento de áreas masseadas;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado;
uso de thinner de evaporação muito lenta;
pintura feita sobre materiais materiais incompatíveis.
Solução
Decapar (raspar) as partes afetadas. Preparar a superfície e repintar corretamente.


Empoeiramento (OVER-SPRAY)

Identificação
São pequenas partículas de pintura seca que ficam sobre a superfície, provocando a perda de brilho e má aparência da pintura.
Causas
tipo de pistola inadequada;
falta de ajuste de pressão de ar;
vazão da tinta muito fechada;
má condução da pistola durante a aplicação distância muito grande entre a pistola de pulverização e a superfície a ser pintada;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado para a temperatura (alta);
tinta aplicada ou muito empoeirada;
tempo de intervalo entre demãos muito longos.
Solução
Aguardar a secagem completa, lixar e polir a superfície ou lixar e repintar somente com tinta de acabamento, sem necessidade de aplicar novamente o Primer.



Sujeiras na Pintura

Identificação
Em sua maioria são pequenas elevações irregulares na película de pintura que se produzem devido a partículas estranhas.
Causas
limpeza inadequada da superfície a ser pintada;
uso roupas e panos de limpeza inadequado;
problemas com a manutenção e filtros da cabine;
aspiração de ar contaminado.
Solução
Aguardar a secagem completa, lixar as sujeiras até que sejam niveladas, proceder o polimento.
Em cores claras dependendo da gravidade, lixar fazer uma boa limpeza e repintar corretamente.


Manchas D'água

Identificação
A pintura apresenta manchas de formas circulares e esbranquiçadas.
Causas
secagem de água sobre superfície recém pintada;
excesso de camada de materiais;
quantidade insuficiente de catalisador nas camadas de pintura;
uso de catalisador e/ou thinner inadequado;
exposição da pintura à intempérie, sem estar totalmente seco.
Solução
Polir, ou nos casos mais críticos, remover as camadas que apresentam o problema e repintar novamente.



Perda de Brilho

Identificação
A pintura fica fosca e sem Brilho.
Causas
mesclas de produtos de marcas diferentes quantidade insuficiente de catalisador nas massas e primers;
camada de massas e primers muito grossa ou muito fina;
tempo de secagem inadequado para lixamento;
lixas grossas usadas durante a preparação;
thinners e catalisadores inadequados;
thinners e catalisadores incompatíveis com o produto usado;
aplicação de tinta com a viscosidade baixa ( muito fina 0 aplicação da tinta sem respeitar o intervalo entre demãos;
falta de circulação de ar durante a secagem dos produtos;
tempo de secagem inadequado para lixamento e posterior polimento;
lixamento com lixa muito grossa para fazer polimento;
polimento com produtos abrasivos;
influência do clima (Dióxido de enxofre / Óxido de Nitrogênio) em combinação com a umidade
irradiação de raios UV;
maus tratos com a pintura;
lavagem em máquinas com cerdas grossas (Lava-Rápidos).
Solução
Em casos simples, polir.
Em outros casos, aguardar a secagem completa, lixar até obter a superfície uniforme e repintar.
Em casos graves, aconselhamos decapar (raspar) toda a peça e repintar.


Arquivo em PDF
http://rapidshare.com/files/132089670/DICAS_DE_PINTURA_AUTOMOTIVA.pdf.html



Creditos SALCOMIX
SITE http://www.salcomix.com.br/InicialLjBr.asp


[]s...


Maciel L. Zang

Nenhum comentário:

Postar um comentário